Mata do Passarinho

       A Reserva é último refúgio natural do entufado-baiano, ave criticamente em perigo de extinção.
Entufado baiano: uma das aves mais ameaçadas do mundo.

Reserva Particular do Patrimônio Natural Mata do Passarinho

A RPPN Mata do Passarinho, localizada na divisa entre os estados de Minas Gerais e da Bahia, no vale do Jequitinhonha, é um verdadeiro baú de biodiversidade. Além do entufado-baiano, um passarinho que inspirou a criação da reserva por ser uma das espécies mais raras do planeta, a Mata do Passarinho abriga outras 360 aves, primatas, anfíbios, entre outros.

Com cerca de 1.000 hectares, a reserva protege um dos últimos fragmentos de Mata Atlântica do norte de Minas/Extremo Sul da Bahia, contendo testemunhos de florestas intocados pelo Homem.


A área formada, por várias fazendas de pecuária da região, é constituída na sua maior parte de floresta, mas possui também pastagens abandonadas. Essas áreas têm sido alvo de ações de reflorestamento desde 2013, tendo sido plantadas mais de 100.000 árvores na reserva. Para tanto, a Biodiversitas dispõe de um viveiro de mudas, cuja produção é feita pelos seus funcionários que, até antes da criação da reserva, viviam numa condição de subemprego em fazendas da região. Hoje, eles não só são produtores de mudas, como também restauradores florestais. A oportunidade desse aprendizado foi compartilhada com jovens, homens e mulheres do entorno da reserva, que hoje estão organizados em uma cooperativa de restauradores de florestas.

Pelo fato de ser o último refúgio do entufado-baiano, a Mata do Passarinho é considerada mundialmente um sítio prioritário para receber ações de proteção no Brasil. A situação da espécie se tornou ainda mais grave pelo fato de a reserva ter sido atingida por fogo dois anos atrás. A prática de fogo para o manejo de pastagens faz parte da cultura da região. A Biodiversitas, junto com o poder público local e órgãos extensionistas, tem assim trabalhado junto aos produtores locais, formas alternativas de manejo de solo para afastar o perigo e os prejuízos do fogo para a floresta e produtividade da pecuária. A reserva, com seus 1.000 hectares, é palco de visita das escolas da região, onde os alunos têm a oportunidade de aprender e ver de perto uma das mais ricas e ameaçadas florestas de todo planeta.

Lista mundial IUCN
https://www.iucnredlist.org/